GT Religiosidades de matrizes africanas

GT RELIGIOSIDADES DE MATRIZES AFRICANAS

Coordenação:

  • Luís Tomás Domingos
  • E-mail: luis.tomas@unilab.edu.br.
  • Lattes: http://lattes.cnpq.br/3093151839755836

 

  • Jaqueline Vilas Boas Talga
  • E-mail: jtalga@yahoo.com.br
  • Lattes: http://lattes.cnpq.br/4670618791732942

 

Comentários:

  • Vanesca Tomé Paulino
  • E-mail: vanescatmpaulino@yahoo.com.br
  • Lattes: http://lattes.cnpq.br/3485388208408711

 

RESUMO

Compreendemos que o termo “religiosidades de matrizes africanas” abarca uma diversidade de manifestações religiosas. No caso brasileiro, elementos das matrizes africanas perpassam tanto as religiosidades convencionalmente identificadas por esse termo, como é o caso dos Candomblés, das Umbandas, Juremas e outras, mas também abarcam manifestações religiosas que ocorrem em meio a outras matrizes religiosas, como é o caso do catolicismo popular negro, com suas congadas e “festas de santo de preto”. Também são encontrados elementos reelaborados e até mesmo invertidos de seus significados nas religiões neopentecostais. A partir dessa abordagem procuramos contemplar no GT pesquisas que tenham enquanto foco de suas análises as religiosidades de matrizes africanas, pensadas a partir das construções e estruturações dessas religiosidades diante dos distintos contextos históricos sejam no Brasil, em outros países da América Latina ou na expansão de terreiros para a Europa. Assim como pesquisas que relacionem religiosidades de matrizes africanas e questões relativas a identidades, rituais, oferendas, música, mídia, educação, liberdade religiosa, trânsitos religiosos de brasileiros em direção a países do continente africano e vice-versa, cultos de ancestrais do continente africano e outros.

Palavras-Chave: religiosidades de matrizes africanas; diversidade; criações.

 

Comunicações aprovadas e ordem das apresentações:

 

Dia 12/10/2018

 

O Djab na Ilha da Magia e o “Exu de Duas Cabeças”: Djab, zanj, lespri e o caráter ambivalente dos loas no Haiti e de Exu e dos “catiços” nas religiões Afro-brasileiras

José Renato Baptista

 

A cultura e religiosidade tradicional bantu como paradigma para uma epistemologia da cristologia e teologia na África Subsaariana: Yesu Kristu wa linga kapitiya (Jesus Cristo feito mediador)

Júlio Estendar

 

Afroteontologia: Um estudo sobre deus de acordo com as tradições de matriz africana

Hendrix Silveira

 

A moral no candomblé: Como entender aspectos de gênero e sexualidade em uma religião com traços coloniais?

Claudenilson Dias  e Leandro Colling

 

A Festa De Cosme E Damião Na Cidade De Igarassu – PE

Júlio César Tavares Dias

 

O Quebra de Xangô de 1912 em Alagoas

Amanda Patrícia Santos Lorena de Menezes

 

Dia 13/10/2018

 

Religiões de presença africana nas Américas: Contextualizando significados da morte em Cuba, Brasil e Benim

Hippolyte Brice Sogbossi

 

“Ninguém vem ao mundo a passeio”: corpo, emoções e mediunidade em um terreiro de Umbanda Angola

Janderson Bax Carneiro

 

Cosmologia e uso ritual dos elementos da natureza em um terreiro de candomblé

Daniela Calvo

 

“Roupa de Santo: A Estética da Indumentária do Candomblé”

Paula Neto Homem de Montes

 

Como a nação Oyó produz a sua história? Os fundamentos negociados na prática do Batuque

Bolívar Marini

 

Asè Toby Odé Kole: Um estudo sobre transição de linhagens religiosas

Jéssica Godoi

 

Dia 14/10/2018

 

Jovens de terreiro: Processos de constituição da identidade candomblecista  

Claudia Maria de Jesus Castro

 

Memórias visuais afro-religiosas: Estudos sobre reformulações da memória coletiva das religiões de matriz africana a partir de fotografias (Pelotas, Porto Alegre e Rio Grande – 1970-2000)

Sílvia Gonçalves Mateus

 

Religiões de Matriz Africana em Laguna: Diversidade religiosa no sul de Santa Catarina

Juliana Regazoli

 

O terreiro Santo Antônio de Umbanda em Juiz de Fora-MG: Uma discussão da herança africana como patrimônio cultural imaterial

Gabriella Oliveira Araujo

 

Culto de Ancestrais na tradição Africana banto

Luís Tomás Domingos

 

Legitimidade e diversidade: Reflexões sobre as percepções das religiosidades de matrizes ancestrais africanas no Brasil

Jaqueline Vilas Boas Talga e Vanesca Tomé Paulino

 

Acesse, curta e compartilhe:

Site da ABHR           #ABHR          Canal da ABHR no Youtube         

 Facebook da ABHR 2018           Instagram da ABHR 2018           Twitter da ABHR 2018